Quero trocar
Busca avançada Fechar (0) Favoritos

Caixa corta juro do financiamento imobiliário para 6,75% ao ano

Caixa corta juro do financiamento imobiliário para 6,75% ao ano
Nova regra é válida para os contratos que são corrigidos pelo sistema SAC, no qual o valor das parcelas diminui ao longo do tempo. Limite anterior era de 80%. O banco Santander elevou de 80% para 90% o limite de financiamento do valor de imóveis residenciais, segundo nota divulgada nesta terça-feira (7). Isso significa que a entrada mínima para comprar um imóvel financiado pelo banco caiu de 20% para 10% do valor total. O novo teto vale tanto para imóveis novos como usados. Comerciais não estão contemplados. O aumento do limite é válido para os contratos de parcelas atualizáveis pelo Sistema de Amortização Constante (SAC). Nessa modalidade, o valor das parcelas diminuem ao longo do tempo. Além disso, o banco ressalta que o limite de financiamento de 90% é voltado somente para a aquisição de imóveis que estão enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH) – financiado com recursos da poupança, voltado para imóveis de até R$ 1,5 milhão e que permite ao comprador usar o saldo das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) – e também no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), voltado para imóveis mais caros. O novo limite não vale, portanto, para a linha Pró-Cotista, que tem juros mais baixos é financiada com recursos do FGTS.